UM MUNDO NOVO

Meus filhos, que a inspiração do nascimento de Jesus na Terra nos traga aos corações a mansuetude, a fraternidade!

A compreensão da vida, conforme nos enseja o Evangelho, converte a nossa existência ao Senhor, porque o sentimento do bem prevalece, beneficiando o Mundo.

A presença de Jesus não deve circunscrever-se às praticas religiosas de natureza exterior, nem mesmo nas dissertações frias das teologias humanas.

Essa divina presença deve se dar pelo sentimento da criatura que já consegue ver e sentir, no Mestre e Senhor, a luz da vida, a fonte dadivosa das mais puras manifestações do amor.

O Natal, no Mundo, pode parecer formalidade e comércio, dentro desse espírito utilitarista que ainda predomina na Terra, mas para as almas sedentas de Deus, Jesus e sua história de abnegação é um roteiro inspirador e santificante.

Cada um de nós, meus filhos, podemos reproduzir algo da beleza transcendente da vida do Cristo, quando a caridade nos invade o íntimo e começamos a extravazar-lhe os sublimes dons, na relação com os outros:

. o olhar de ternura e respeito aos mais velhos;

. a atenção carinhosa para com os desejos infantis;

. a palavra carregada de coragem e fé ao aflito;

. o gesto nobre e fraternal ante a dificuldade dos outros;

. o pensamento otimista perante as provas e dores do caminho;

. a oração solidária pelos vitimados das guerras e das provações;

. o cultivo de boas leituras;

. o respeito à Natureza, , manifesto em ações de proteção;

. a piedade ativa e caridosa na jornada…

Sim, filhos: Jesus está sempre presente junto a nós e junto aos nossos semelhantes, quando o amor caridoso nos visita as almas, anunciando um mundo novo!

Que o sentimento do Natal seja para todos, acima de tudo, a comunhão com o Senhor!

BEZERRA DE MENEZES

(Mensagem psicografada pelo médium Wagner G. Paixão durante reunião pública do Grupo Espírita da Bênção, em Mário Campos, MG, no dia 12 de dezembro de 2016).